Crypto

Mineradoras de criptomoedas estão deixando a China e indo para o Cazaquistão

A operadora BIT Mining, responsável pelo pool de mineração chinês BTC.com, anunciou a sua saída bem sucedida da China.

A empresa de mineração de Bitcoin migrou mais de 320 mineradoras ASIC para o Cazaquistão.

A empresa foi fundada por Jihan Wu, que também é o co-fundador da empresa de mineração Bitmain.

A BIT Mining está listada na NYSE (The New York Stock Exchange), e atualmente é o quinto maior pool de mineração de Bitcoin do planeta.

Até as sanções da China, a empresa representava pouco mais de 10% no total de força (hashrate) de mineração, sendo assim o quinto pool mais poderoso do mercado.

A BIT Mining foi comunicada pela empresa estatal de energia State Grid Sichuan Ganzi Electric Power que teria a sua energia cortada em 19 de junho (sábado passado).

Após desligar os aparelhos a minerado migrou para o local mais viável, o Cazaquistão.

O Cazaquistão deverá receber outras mineradoras de criptomoedas, como a Huobi, a HashCow e a BTC.TOP.

A China alega que a motivação para isto é a emissão de carbono e o temor com a poluição causada.

O que não é verdade tendo em vista que as sanções chinesas contra as criptomoedas é generalizada.

De fato, banir as criptomoedas vem de encontro à mentalidade do país, que é autocrata e comunista, e que está lançando a sua moeda digital de Banco Central para poder controlar ainda mais a sua população.

.

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em 5 minutos! Acesse: http://www.bitcointrade.com.br/




Source link

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar