Economia

Inflação na Argentina está alta porque "falta consciência social", sério?



FAÇA PARTE DO FOLLOW THE MONEY:
🔷 https://pages.liberta.com.vc/follow-the-money/
—————————————–

Como diz o economista argentino Iván Carrino, é a “Argentina e seu eterno déjà vu.

Com a inflação disparando acima de 40% ao ano, o presidente Alberto Fernandez afirma que a causa é a “falta de consciência social”.

Aí está a grande dificuldade para debelar episódios inflacionários, uma vez que as reais causas jamais são identificadas. Quando o diagnóstico está errado, o remédio será ainda mais errado.

#Inflação #Argentina #AlbertoFernandez
_________
PRECISA DE AJUDA PARA INVESTIR?
💬 Fale com a Liberta: https://cutt.ly/lp_ulrich#liberta

Quer mais conteúdos gratuitos?
📱 TELEGRAM: https://cutt.ly/ulrich_telegram
🔊 SPOTIFY: https://cutt.ly/ulrich_spotify

(0:00) Introdução
(0:25) Argentina e seu eterno déjà vu
(1:35) “A causa da inflação é a falta de consciência social”
(4:04) Na verdade a causa da inflação é a impressão de dinheiro, sim
(6:01) Emissão monetária na Argentina cresce a taxas impressionantes
(7:33) Apenas impressão de dinheiro pode causar inflação perene
(8:43) Peso argentino vale cada vez menos, taxa de inflação sobe fortemente
(9:46) Fernando, o açougueiro argentino e PhD em economia

Referências utilizadas no vídeo:
https://www.youtube.com/watch?v=sJyJQ2wFj5w
https://www.preciodolarblue.com.ar/

source

Etiquetas
Mostrar mais

40 Comentários

  1. Cara, quem conhece um pouco da história inflacionária do Brasil sabe que essa mesma retórica foi usada por adeptos da heterodoxia econômica nos de hiperinflação. Tipica inversão de causa e efeito.Não é uma inflação insana que faça com que as pessoas reajam a ela como possam, não, são as pessoas que causam a inflação.
    Coisa de pilantra intelectual.

  2. Aqui os petralhas tentaram culpar o povo pelo esquema de corrupção que eles operaram e operam tentando afirmar que o nosso povo era corrupto. Quem estava com a chave do cofre e comprou meio mundo foi o molusco e a sua corja e não o povo que se dependesse deles estaria na miséria.

  3. "Argentina: Un país de gente buena."
    – canal de humor, Eldo larcito = O dolarzinho.
    O louco da Argentina é que 22 milhões de pessoas, dependende químico do Estado ou seja, vivem da geração de riqueza de 8 milhões de hermanos.
    O açougueiro phd é da escola Javier Milei de batalha cultural. Hahaha

  4. Não tem segredo. O Estado só é financiado por 3 mecanismos:

    Emprestimo (vide Tesouro Direto, Bonds)
    Impostos
    Inflação (paga-se sua dívida imprimindo dinheiro)

    Na Argentina as duas primeiras opções são completamente inviáveis (Quem é o doido que vai emprestar pra um país que da calote de 5 em 5 anos e aumento de impostos numa economia em frangalhos, altamente burocrática é um tiro no pé)

    Como o gasto com funcionalimo público é estratosférico onde nenhum dos parasitas querem largar o hospedeiro, as chances de redução do estado é zero, o que resta é imprimir dinheiro.

    Inflação é o mais devastador de renda da população, principalmente dos mais pobres que não tem como se defender com instrumentos de investimento e também por serem os ultimos recebedores desse dinheiro impresso (os primeiros são os burocratas estatais e apadrinhados da casta estatal). Isso se chama o efeito Cantillon.

    TODOS os estados sem exceção já passaram ou passarão pelo terceiro item.

    Agora talvez você entenda o porque do Estado defender com unhas e dentes o monopólio da moeda.

  5. Alberto Fernandez acordou e logo veio a sua cabeça qual será a m** que vou fazer hoje… Talvez imprimir dinheiro seja uma excelente ideia, continuo cobrando imposto e de tabela tenho dinheiro em dobro. Gênio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar