Crypto

Euforia leva criptomoeda meme ao TOP 10 do mercado

Há pouco menos de 4 meses a criptomoeda Dogecoin era o 43ª maior ativo do mercado cripto.

À época, a sua capitalização de mercado era de aproximadamente US$ 610 milhões de dólares.

Neste dia 14 de abril, tendo acumulado alta de mais de 30% no diário e mais de 120% no semanal, o meme das criptomoedas chegou ao 10º lugar do ranking de capitalização do mercado cripto.

Até o encerramento desta edição o seu valor de mercado era de US$ 17,1 bilhões de dólares.

Descambando protocolos com muito mais fundamentos como o do ChainLink, Stellar, EOS, Filecoin, Tron, e muitos outros, nada além da euforia justifica a sua alta.

Isto porque o Dogecoin (DOGE) é uma criptomoeda de pagamentos igual a tantas outras do mercado.

De código aberto, de transação ponto a ponto (P2P), é uma altcoin que copiou o protocolo do Litecoin, basicamente.

De fato, veio de um Fork do Litecoin.

Portanto, é também uma cópia do Bitcoin.

A sua produção é através de mineração por prova de trabalho, e aparentemente já teve todos os seus tokens criados, com suprimento atual de pouco mais de 129,18 bilhões de tokens.

Entretanto, não há consenso em seu White Paper de que o número máximo de tokens pare por aí.

O DOGE foi criada em 2013 por Billy Markus e Jackson Palmer para ser uma criptomoeda divertida.

Foi lançada como uma piada baseada em um meme popular com Shiba Inu, uma raça de cachorro japonesa.

Seus criadores mentalizaram uma criptomoeda para ser leve e que tivesse apelação pública, tanto que utilizaram a imagem descontraída do cachorrinho.

Em seu início, Jackson Palmer idealizou o criptoativo para satirizar o hype das criptomoedas, tanto que suas postagens nas redes sociais sempre foram hilárias e satíricas.

Entretanto, em 2015 o mercado criptográfico começou a ficar “mais sério”, e devido a problemáticas diversas, principalmente em redes sociais, Palmer abandonou o projeto.

Palmer alegou que “a comunidade tóxica” em torno de seu ativo havia crescido, e assim o criptoativo meme perdeu um pouco de sua graça.

Sem ter apresentado inovações em seu protocolo desde a sua criação, o que será que justifica o meme das criptomoedas estar no 10º lugar do ranking cripto?

FOMO!

Apesar de Palmer ter deixado os comentários hilários sobre o Dogecoin, um outro ser emblemático a adotou.

Nada menos que Elon Musk, o dono da empresa Tesla.

Em 2019 a exchange Binance listou o Doge em sua plataforma, dando um certo “grau” na criptomoeda.

No mesmo ano, Musk fez diversos twittes sobre a criptomoeda dando a entender que havia investido nela.

Mas a recente ascensão meteórica do DOGE é extremamente injustificável, salvo os twittes de Musk por traz do ativo.

Apenas como uma comparação, na bull run de 2017/2018 o ativo teve a sua máxima de preço registrada pouco acima do US$ 0,018 dólar.

No último dia de 2020 o ativo estava cotado a aproximados 25% do seu topo histórico, em US$ 0,0045 dólar.

Passados pouco mais de 4 meses o ativo teve valorização de mais 3.000%, e atingiu seu topo histórico neste 14 de abril cotado em US$ 0,145 dólar.

Se podemos citar um único motivo bom desta criptomoeda, ele não é voltado à comunidade de investidores que a apoia, mas sim, aos seus mineradores.

Como esta utiliza o algoritmo SCRYPT de mineração é fusionado ao Litecoin, os mineradores podem simplesmente minerar ambos os ativos em concomitância.

Assim, ao minerarem Litecoin os mineradores conseguem minerar junto o DOGE e aumentarem a sua lucratividade.

A altseason está aí, e o DOGE é um excelente exemplo de como a euforia descabida do mercado vai “pumpar” muitos criptoativos.

.

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em 5 minutos! Acesse: http://www.bitcointrade.com.br/




Source link

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar