Crypto

Criptomoeda REAU é denunciada como sendo um esquema ponzi

Um documento disponibilizado nas redes sociais sobre o protocolo Vira-latacoin (REAU) levanta suspeitas sobre um esquema ponzi, também conhecido como pirâmide financeira.

O documento não é reconhecido por nenhum autor.

Quem o escreveu apenas apontou que o documento foi “elaborado por: nós, brasileiros, daqueles que se importam em ajudar verdadeiramente o próximo, impedindo as ações destrutivas e atuando em prol do futuro
adequado das criptomoedas e blockchain como alternativa libertária
e a evolução para o sistema financeiro mundial versão 2.0″.

O documentado está bem fundamentado e aborda a moeda meme brasileira REAU que está sendo muito comentada no meio cripto nacional.

O REAU foi lançado no dia 22 de março na rede Binance Smart Chain e não há um autor que assine o protcolo da moeda.

A ideia por trás do símbolo do vira-lata “Caramelo” é ter a mesma característica impulsiva e criar o aspecto de FOMO por semelhança ao Dogecoin, uma criptomoeda meme impulsionada por nada menos que Elon Musk.

A problemática em torno do protocolo do REAU vem das análises das transações registradas em sua blockchain, e que foram levantadas como sendo suspeitas pelos redatores do documento.

Os dados de uma blockchain são públicos, e na análise feita pelo grupo constatou-se que que algumas carteiras estão sendo movimentadas “de
forma suspeita e manipuladora do Mercado”.

A primeira suspeita está em torno da alta concentração de REAUS presentes em poucas carteiras.

O esquema parece mais sólido quando observamos os grupos de redes sociais onde muitos perfis tem divulgado a moeda recém chegada ao mercado, assim como também utilizado o velho jargão de “um conhecido de confiança que afirmou ter encontrado uma oportunidade
única.”

De acordo com o documento, o REAU começou a ganhar mais notoriedade quando revistas nacionais passaram a publicar artigos sobre a criptomoeda.

Isto trouxe a entrada em manada de investidores o que alavancou o preço do ativo.

E assim, em poucos dias o protocolo arrecadou mais de US$ 70 milhões de dólares.

Após arrecadar este grande volume de dinheiro transações suspeitas chamaram a atenção do grupo que divulgou o documento, pois vendas
repetidas no valor 14 mil reais começaram a surgir Blockchain da Binance Smart Chain.

Em média estavam sendo vendidos em sequência 80 bilhões de Reaus em intervalos periódicos de 30 minutos.

Ao ser rastreada a carteira na Blockchain, esta realizava vendas com valores médios de R$ 14.200 reais.

Esta carteira apresentou rapidamente mais de 160 retiradas, de acordo com o documento.

E assim, um segundo aspecto passou a chamar a atenção que foi o pequeno número de carteiras que concentravam grandes números de moedas.

Na carteira mais volumosa, o documento mostrou que havia algo em torno de 56 trilhões de tokens, e que aproximados 6 trilhões deles foram vendidos em menos de 1 semana.

Também que esta carteira repassou bilhões de tokens para carteiras secundárias controladas pela mesma conta.

E assim novamente estes tokens foram repassados a outras carteiras e endereços, o que torna mais difícil a auditoria dentro da blockchain.

Diversas carteiras então foram descobertas e assim uma malha de distribuição de tokens em carteiras secundárias e terciárias de poucos proprietários.

O ponto é que a ascensão meteórica do REAU não está fundamentado em nada, a não ser a especulação.

Trata-se de uma criptomoeda que possui preço, e não valor.

De acordo com o documento, “ao serem questionados, os administradores do grupo da Vira-Lata Finance informaram que o projeto tem com função e meio fins ajudar Animais e Ongs relacionadas a animais abandonados.

Isto foi classificado no documento como sendo uma “cortina de fumaça”, e informaram que as doações foram feitas em Reais a poucos grupos.

E assim os criadores do protocolo do REAU continuarão a despejar moedas no mercado sem reapassar de fato valores contundentes à causa.

O documento traz outras diversas situações conspiratórias do grupo ou grupo que está manipulando o preço do ativo para que este se torne mais notório à comunidade cripto displicente e ganiosa.

Apenas lembrando, o fato da criptomoeda estar listada na Binance Smart Chain não a exime de ser um golpe, afinal de contas, recentemente alguns protocolos listados na Binance realmente se mostraram serem golpes.

Enfim, o que o documento busca passar é o que diz o mais novo adágio nacional: “O golpe tá aí, cai quem quer”!

.

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em 5 minutos! Acesse: http://www.bitcointrade.com.br/




Source link

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar