Crypto

Resumão cripto – BitNotícias

*Todo este texto foi redigido embasado nos valores dos criptoativos no momento da redação desta reportagem.

O Bitcoin (BTC) deu uma pernada para cima nesta sexta-feira (13.03), praticamente um ano após o corono crash dos mercados.

A alta levou o ativo a romper a casa dos US$60.000 dólares registrar o topo histórico em comparaçãoa maioria das moedas FIAT do mundo.

Com isto a sua dominância cresceu um pouquinho, uma vez que as altcoins não acompanharam este movimento de alta no semanal.

Agora a dominância do Bitcoin beira os 62,2%, puxado pela alta de mais de 19% no semanal.

Somado à dominância do Ethereum (11,9%) ambas constituem aproximadamente 3/4 (74,1%) de todo o valor de mercado cripto.

A segunda maior criptomoeda do mercado está buscando voltar para cima dos US$ 2.000 dólares.

Mas o perrengue das taxas e da EIP-1559 têm sido uma pedra no caminho do criptoativo.

As brigas entre desenvolvedores e mineradores a respeito da atualização de queima de tokens para abaixar as taxas chegou a um ponto crítico de discórdia.

Mineradores de grandes pools de mineração da rede ETH ameaçaram migrar para um mesmo pool por 51 horas no dia 1º de abril para concentrarem hashpower de mineração.

Seria esta uma ameaça de ataque de 51% ou uma brincadeira de mal gosto no dia da mentira?

No terceiro lugar em capitalização de mercado vem a moeda da Binance, o BNB.

Bem longe do topo histórico a Binance enfrenta supostos FUDs de que estaria sendo investigada nos Estados Unidos.

Esta semana o CanalBitnada entrevistou o diretor brasileiro da Binance, Ricardo da Ros, que falou sobre os serviços da Binance, atendimento e suporte ao cliente, regulamentação, moedas digitais de Bancos Centrais, e informe de negociações à Receita Federal no país, entre outros.

O Tether (USDT), por sua vez, continua imprimindo moedas e já soma pouco mais de 39 bilhões delas.

Mas não chega nem perto do que o Governo americano está imprimindo de FIAT.

Se parte desta grana entrar no Tether, poderemos esperar que ela recupere a terceira posição.

Mas de fato a comunidade espera que este dinheiro entre nos demais criptoativos, e certamente é um dos fatores que tem impulsionado o preço do Bitcoin.

Na quinta posição está a moeda do protocolo Cardano.

O ADA registrou seu topo histórico em aproximados US$ 1,47 dólar e agora está quase 30% abaixo deste valor, e com dificuldades de voltar a subir.

Esta semana as diversas equipes de trabalho entregaram funcionalidades e melhorias na implementação de contratos inteligentes da rede, aceleraram a fase Goguen, e realizaram a implementação de sua carteira para tokens nativos.

Falando em tokens nativos, já são 840 deles constituídos na rede.

Em sexto lugar vem o DOT.

O protocolo da Polkadot tem realizado diversas atualizações e parcerias e segue a passos largos na criação e desenvolvimento de novos projetos.

Tanto isto tem chamado a atenção de investidores que a FD7 Ventures soltou uma previsão de valor para o ativo em US$ 700 dólares em 3 anos.

A Alameda Research aportou US$ 20 milhões dólares esta semana em tokens REEF, do protocolo de finanças descentralizadas REEF Finance.

O investimento trata-se de uma certa oposição à rede Ethereum de DeFis devido às altas taxas de gás da rede.

Em sétimo lugar vem o XRP, que de novo só tem mais um problema.

Agora a SEC quer investigar as contas bancárias de seus CEOs.

Os dados solicitados pelos reguladores americanos são dos últimos 8 anos.

Os CEOs da Ripple acharam a medida exagerada. Processo que segue.

O protocolo UniSwap aparece na oitava posição com o seu token UNI.

A plataforma de exchange descentralizada (DEX) embasada na rede Ethereum permite trocas e investimentos DeFi com tokens ERC-20.

Como as DEX e os protocolos DeFi estão em alta, o token nativo da rede (UNI) tem se valorizado.

Em nono lugar está a criptomoeda Litecoin (LTC), que apresentou a maior rentabilidade no semanal (+17%) perto do Bitcoin entre as top 10.

A blockchain está testando a implementação de privacidade e fungibilidade MimbleWimble já há um tempo.

Quando implantada totalmente, poderá ser utilizado ou não pelos investidores ao realizarem a transação.

Em décimo lugar está o protocolo ChainLink, que de bom mantém o BCH fora dos top10, lugar onde nunca teve propósito para estar.

No próximo dia 15 deste mês terá início o Hackathon do ChainLink, evento que reunirá desenvolvedores, programadores, designers e outros profissionais que vão discutir implementações em contratos inteligentes, protocolos DeFi, NFTs, entre outros.

That`s all, folk`s

.

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em 5 minutos! Acesse: http://www.bitcointrade.com.br/




Source link

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar