Crypto

Protocolo Cardano. Os motivos que levam à valorização do ADA

Em questão de 10 dias o preço da criptomoeda ADA do protocolo Cardano praticamente triplicou.

Em 01.02 o ADA estava cotado em aproximados US$0,33 dólar, e na data de hoje (11.02) tocou o US$0,98 dólar.

Sim, muitos criptoativos seguiram o mesmo caminho, entretanto, em se tratando das Top 10 do mercado cripto a importância do feito se torna maior.

De fato, nos últimos 7 dias duas criptomoedas saltaram mais de 100% em valor entre as Top 10.

O BNB foi uma delas, e o que chama a atenção é que a moeda da Binance estava subvalorizada há muito tempo, pois de longe a exchange é a que mais cresce e apresenta novos segmentos de investimento no mundo.

Já o ADA foi lançado em 2017, e vem de um protocolo extremamente promissor onde seus passos são extremamente calculados e desenvolvidos por pares de pesquisadores distribuídos em diversas Universidades americanas.

Com uma equipe (dividida por nomes) de peso liderada pelo ex-co-fundador da rede Ethereum, Charles Hoskinson, o Cardano é um protocolo de prova de participação (POS) que permite aos usuários executarem contratos inteligentes em sua blockchain.

Cada projeto ou melhoria do protocolo Cardano é exaustivamente testado e auditado, e até por isso o protocolo vem de seguidos atrasos dentro do que promete entregar em seu roadmap.

Distribuídos em 5 fases (Byron; Shelley; Goguen; Basho; e Voltaire), o roadmap do protocolo Cardano apenas encerrou ou entregou a sua primeira fase por completo, o Byron (produção do mainnet).

Atualmente o protocolo Cardano segue as fases 2 e 3 juntas, denominadas Shelley e Goguen.

A fase Shelley veio para descentralizar o protocolo Cardano, passando a administração para a comunidade.

Este passo foi realizado recentemente, passando parte dos nós para os participantes da rede o que trouxe os primeiros conceitos impulsivos do preço de seu ativo, o ADA.

Assim como também, os tokens passaram a ser bloqueados em garantia na rede provendo delegação e incentivos, e um sistema de recompensa para impulsionar grupos de apostas e adoção pela comunidade.

Conhecido como processo de Staking, os tokens retidos como garantia na rede trazem renda passivo aos seus participantes, e isto tem atraído muitos investidores de criptoativos.

Até o início de 2020, praticamente a renda de investidores de criptoativos em sua totalidade era proveniente de renda ativa, com os trades ou hodls.

Nesta âmbito, o protocolo Cardano superou o protocolo Polkadot em porcentagem de ativos retidos em garantia na rede, o que ajudou a alavancar o preço do criptoativo.

Atualmente, o protocolo Cardano possui 71,6% de suas moedas elegíveis em Staking, contra 61% da rede Polkadot.

De acordo com dados da Staking Rewards, o protocolo Cardano possui US$21,2 bilhões de dólares presos em Staking, enquanto que o segundo lugar, o protocolo Polkadot (criptomoeda DOT), possui US$ 15,7 bilhões de dólares em Staking.

Em terceiro lugar está o protocolo Avalanche (AVAX); e já em quarto lugar está nada mesmo que o protocolo Ethereum 2.0 (ETH), que vem subindo na tabela desde que a exchange Kraken lançou seu pool de Staking em ETH 2.0 em dezembro de 2020.

Voltando aos fundamentos do protocolo Cardano, a fase Shelley também pretende promover algo diferente às redes de blockchain.

Atualmente as redes de blockchain são controladas por poucos pools de mineração.

Já o Cardano pretende ser até 100 vezes menos centralizada, produzindo em torno de 1.000 pools de participação.

E até por utilizar o sistema PoS, o consumo de energia da rede é extremamente menor que o sistema de PoW.

Em comparação, o que se gastaria de energia no processo de mineração seria o suficiente para abastecer uma cidade grande por completo.

Já no processo de PoS o equivalente de energia gasto se refere à manutenção de uma simples casa.

De acordo com a evolução do protocolo Cardano, espera-se que até o final deste mês de fevereiro sejam lançados os tokens nativos em seu blockchain, permitindo assim que seus participantes emitam seus próprios tokens.

Na primeira semana de fevereiro a equipe Cardano implantou a versão Daedalus Catalyst na Daedalus Mainnet, implementando a interface de usuário de tokens nativos, e também refinou o manuseio de carteiras de hardware.

Tais tokens serão mais rápidos e escalonáveis que aqueles existentes na blockchain da rede Ethereum, conhecidos como ERC-20.

Na semana passada (01.02 a 05.02) a equipe Adrestia atualizou a interfase de programação de aplicativos (APIs) em preparação para o hard fork na rede de testnet (denominado como Mary).

Já nesta semana (08.02 a 11.02) a equipe realizou a bifurcação do Cardano Testnet público atualizando-o para Mary e implantou correções para fornecer suporte a vários ativos dentro dos componentes Cardano Explorer, GraphQL, DB Sync e Rosetta.

Este foi outro desenvolvimento entregue pela rede Cardano que alavancou o preço do ativo, além das melhorias de rede P2P e dos gerenciadores de conexão.

Outra importante entrega qie ocorreu esta semana foi a atualização do ADA wallet para suportar transações em massa para registro de apostas, delegação e envio de fundos.

Também deu mais um passo na retirada de pools privados para apoiar a estratégia de delegação de pools da comunidade.

Já na fase Goguen, iniciou-se a tokenização de forma nativa.

Com isso, o processo fica embasado no ledger da Cardano, ao invés de estar embasado em contratos inteligentes.

Desta forma, poderão ser implementas estratégias de tokenização superiores aos padrões ERC-20 e ERC-721 da rede Ethereum, abrindo caminho para o ecossistema de finanças descentralizadas (DeFi) de múltiplos ativos na rede Cardano.

Contemplados estes passos, a fase Shelly poderá chegar ao seu fim, o que possivelmente poderá ocorrer até o final do mês de fevereiro.

Por fim, a Grayscale anunciou a listagem de diversos Fundos de investimento Trust, sendo um deles o do ADA Cardano.

Entretanto, a listagem pela Grayscale não significa exclusivamente que o ativo vá ser oferecido aos clientes.

E também, a exchange Bitfinex informou no dia 03.02 que lançaria contratos perpétuos do ADA Cardano com alavancagem de até 100x.

Lembrando, contratos perpétuos são investimentos a longo prazo, o que são bons de certa forma a ativos.

Diversos são os fundamentos que levaram o ADA ao quarto lugar em capitalização de mercado, e isso que o protocolo ainda nem chegou à sua metade.

Conforme pontuado pelos seus criadores e desenvolvedores, o protocolo Cardano pretende ser uma blockchain perfeita, e assim o mercado cripto espera que realmente seja.

.

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em 5 minutos! Acesse: http://www.bitcointrade.com.br/




Source link

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar