Economia

Privatizem o Banco do Brasil



Então o presidente do Banco do Brasil quase foi demitido por querer reestruturar o Banco. Quais as lições desse episódio e por que é necessário privatizar o Banco do Brasil.

#Inflação #Bolsonaro #BancoDoBrasil
_________

PRECISA DE AJUDA PARA INVESTIR?
💬 Fale com a Liberta Investimentos: https://cutt.ly/lp_ulrich#liberta

SEJA ASSINANTE E RECEBA MEU MELHOR CONTEÚDO
👑 Faça parte: https://cutt.ly/assinatura-ulrich

RECEBA TUDO EM PRIMEIRA MÃO
📱 Canal do Telegram: https://cutt.ly/ulrich_telegram

CONTEÚDO DISPONÍVEL TAMBÉM EM PODCAST
🔊 Ouça também no Spotify: https://cutt.ly/ulrich_spotify

(0:00) Introdução
(0:29) Reestruturação anunciada pelo presidente do BB desagrada Bolsonaro
(1:24) Bancos públicos no Brasil eram fontes constantes de inflação
(3:05) Plano Real e o saneamento dos bancos públicos
(4:15) O saldo de crédito e a participação dos bancos públicos hoje em dia
(5:20) O problema do crédito concedido por racional político
(7:20) Crédito privado retomaram protagonismo nos últimos
(9:20) Nenhum governante abre mão de banco público, mas deveriam privatizar já

source

Etiquetas
Mostrar mais

33 Comentários

  1. Informação muito importante: como capital misto, o controle estatal é maioria, mas ñ 100% como na CEF. Então, o BB seria uma espécie de híbrido pois atende aos interesses tanto do governo como do mercado/acionistas, pois tem ações em Bolsa. Dessa forma, estamos sujeitos ao crivo do mercado como empresa de capital aberto bem como do interesse público. Outro ponto: embora a medida possa parecer boa do ponto de vista de gestão, há de considerar o impacto nos funcionários, ainda mais no momento pandêmico pelo qual estamos passando, cujas consequências (desemprego, por exemplo) derivam na economia.

  2. Faltou o Urich explicar 3 questões:

    1 Por que o BNDES sempre foi lucrativo nos governos petistas? Se o crédito era fornecido segundo critérios políticos como explicar a "mágica" do lucro?

    2 O presidente anterior do BB saiu imediatamente após aquela denúncia de que o BB vendeu uma carteira de R$ 3 bilhões por apenas R$ 400 milhões para o BTG (banco do qual Guedes é sócio);

    3 Como a privatização do BB vai tornar o mercado mais eficiente se o oligopólio fica mantido?

  3. Banco do Brasil fomenta projetos sociais, o agronegócios, indústria. Uma forma do governo manter juros baixos eh sendo um banco estatal porque os juros mais abusivos estão nos bancos privados!! Se privatizar provavelmente entrará dinheiro estrangeiro que podem ter juros altos provavelmente!!Juros baixos eh bom pro Brasil por isso o governo defende!! Concordo essas empresas não devem ser privatizadas!!Estão de olho no maior conglomerado do mundo!! Mas Deus eh maior!!

  4. Isso não é uma particularidade de empresas privadas. O mesmo problema acontece nas agências reguladoras e no próprio BC, todos deveriam ser estritamente técnicos e independentes, mas o que acontece sempre é o estado usando eles politicamente e, também, distribuição dos cargos para "amigos", independentemente da competëncia. Isso é histórico e independe da ideologia.

  5. Hoje vi um monte de funcionário do BB na rua, com faixas e um carro de som e lembrei de uma frase do Bastter: "quando sua categoria precisa ir pra rua protestar constantemente é porque ela está perdendo sua importância na sociedade".

  6. Ulrich, você não conhece o BB, um banco bicentenário, sujeito a influência governamental, porém que concorre e incomoda a concorrência (Itaú, Bradesco e Santander), além de atiçar a ganância de algumas fintechs.

    O seu último prejuízo ocorreu há mais de 20 anos. De lá para cá, criou governança, funcionários qualificados, mais de 60 milhões de clientes, alto nível de Tecnologia, presença em todo o país e exterior, leque produtos e serviços financeiros completo, o que permitiu ajudar o Brasil ao longo de toda essa história, nos bons e maus momentos.

    É líder no apoio ao agronegócio, chave para o futuro do país.

    Muitos querem privatizar, com interesses inconfessáveis.

  7. A privatização do Banco do Brasil não é uma questão apenas do que o Presidente Bolsonaro pensa e quer – falar nestes termos é impreciso; na verdade, também é uma questão do que 81 senadores e 513 deputados -todos legitimamente eleitos – pensam e querem. É o melhor a ser feito: tanto para o banco quanto para o Brasil; mas atente para quantas vontades terão que ser convencidas e a multiplicidade de interesses que terão que ser acomodados para que isso aconteça. Uma Republica representativa não foi feita para ser ágil, nem para ser questão do que apenas um homem pensa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar