Crypto

JPMorgan compara o Bitcoin ao ouro e indica que a criptomoeda poderá igualar o metal precioso

O Grupo JPMorgan emitiu um relatório abordando o assunto Bitcoin e ouro.

O documento foi intitulado “Fluxos e liquidez: O Bitcoin já se igualou ao ouro?”

De acordo com o relatório, em termos de capital de risco o Bitcoin (BTC) já se igualou amplamente ao ouro.

Primeiramente, o Grupo comparou a volatilidade do Bitcoin com a do ouro, ou a volatilidade dos maiores Fundos de Bitcoin e ouro, onde constataram que o Bitcoin já quase igualou o ouro em termos de capital de risco.

Com isto os analistas do JPMorgan chegaram ao consenso de que o preço do Bitcoin na região entre US$50 mil e US$100 mil dólares seria um valor plausível para 2021.

Entretanto, este valor estimado será sustentável apenas caso a volatilidade do Bitcoin não caia.

Para o Grupo JPMorgan, a competição do Bitcoin com o ouro já começou, desde que houve mais de US$ 3 bilhões de dólares de entradas no Grayscale Bitcoin Trust, e mais de US$ 7 bilhões de dólares saíram de ETFs de ouro desde meados de outubro.

Segundo o Grupo JPMorgan não há dúvidas de que essa competição com o ouro como moeda alternativa continuará nos próximos anos.

Isto devido à nova geração de investidores, também conhecidos como geração do milênio, que se tornarão com o tempo um componente a mais no importante universo dos investidores do chamado “ouro digital” em relação ao ouro tradicional.

A principal característica do Bitcoin em relação ao ouro seria a forma de transporte e armazenamento.

O ouro é armazenado em barras, e possui alto valor para transporte, armazenamento e seguros.

Já o Bitcoin, a problemática estaria na segurança de armazenamento dos ativos, que ainda é de desconhecimento mais aprofundado de empresas, além dos aspectos regulatórios.

De acordo com a JPMorgan, o ouro institucional e de varejo que está fora dos Bancos seria equivalente a US$ 2,7 trilhões de dólares, incluindo o ouro em ETFs.

Assim, o Bitcoin teria que subir mais de 4x a partir de seu valor atual, e segundo os analistas da JPMorgan o Bitcoin teria mais espaço de crescimento do que o ouro no mercado financeiro.

Desta forma, o valor estimado para a equivalência entre os dois ativos em relação ao mercado privado seria de aproximados US$146.000 dólares por cada Bitcoin.

Este valor seria consideravelmente superior ao esperado para o criptoativo para este ano de 2021.

O relatório da JPMorgan é importante, pois trata-se de mais uma grande empresa que insere o Bitcoin em seus assuntos periódicos.

Este é o primeiro passo para estas grandes instituições passarem a investir na maior criptomoeda do mundo.

.

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em 5 minutos! Acesse: http://www.bitcointrade.com.br/




Source link

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar