Crypto

DeFinhou. DeFis puxam o mercado cripto para baixo

Hype é hype, e ele normalmente não dura muito tempo.

A modinha acabou no final de agosto, e como sempre acontece nos hypes, a maioria dos investidores só percebeu mais tarde.

Setembro foi paradeira para o mercado, em geral, mas para as DeFis foi ladeira. Abaixo!

Chegamos a outubro e ninguém aguenta mais ouvir falar nas Swaps e Finances da vida. Protocolo com nome de comida, então, está causando enjoo.

O sabor amargo da queda.

Se a Binance vai listar mais um token colateralizados de um protocolo DeFi por aí, e daí?

Porcentagens nos farão entender isso melhor.

À esquerda da tabela vemos a rentabilidade dos 10 primeiros criptoativos em capitalização de mercado (excluindo Stablecoins e DeFi), e à direita da tabela a rentabilidade dos 10 primeiros criptoativos DeFi (excluindo stablecoins e os BTCs tokenizados).

A tabela mostra a comparação em porcentagem da abertura de preço do mês de setembro com o preço atual do criptoativo.

Geral DeFi
1. BTC -12,20% 1. LINK -43,81%
2. ETH -30,40% 4. LEND -39,07%
4. XRP -13,33% 5. MKR -24,77%
5. BCH -19,91% 6. YFI -39,07%
6. BNB +18,91% 7. SNX -50,83%
7. DOT -38,01% 8. UMA -59,61%
9. CRO -18,02% 9. UNI +940,1%
10. LTC -23,09%

Conforme pode-se notar, salvo o UNI que é “um ponto fora da curva” (conforme se diz na linguagem estatística), enquanto os 10 maiores criptoativos do mercado em geral apresentaram desvalorização de -16,8%, os dos protocolos DeFi apresentaram desvalorização de -42,3%.

Isso representa quase que o triplo de desvalorização das DeFis em relação aos demais criptoativos (aproximadamente 259%).

Isso sem contar que se a comparação fosse pelo pavio e não pela vela mensal, o buraco seria mais fundo.

Apenas o UMA, por exemplo, apresentou -67,71% de desvalorização.

Já quanto ao UNI, parece delirante apresentar +940% de alta, mas para quem subiu +5350% é bem pouco. E a queda foi de -81% de seu ATH.

Por sinal, este dado representa bem o que é um Hype.

Dos 7 criptoativos DeFi apresentados na tabela, 5 foram lançados nos últimos 4 meses. Assim, apenas o LEND e o LINK foram lançados fora do Hype das DeFi.

Na ocasião, o LEND, lançado no meio de maio (portanto ainda fora do Hype), apresentou valorização de “míseros” 7% do momento do lançamento à máxima no diário.

Já o Maker, lançado em junho, no início do Hype, apresentou valorização de +67%.

Em destaque na parte esquerda da tabela, vemos as maiores devalorizações em protocolos envolvidos com as DeFis, como o ETH e o DOT, apesar do BNB também estar nessa e ter feito o movimento contrário.

No mais, temos a volta do LTC ao TOP10, que eu confesso que desdenhei que voltaria quando saiu da parte de gala da tabela.

Aparentemente, mais um Hype se foi e agora já são dois colecionáveis: o das ICOs e o das DeFis.

Quem surfou surfou, quem não surfou não surfa mais, e a sardinha que dormiu a onda levou.

.

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em 5 minutos! Acesse: http://www.bitcointrade.com.br/




Source link

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar