Crypto

Entidades Reguladoras americanas aparentam estar mudando de opinião sobre tecnologia blockchain e criptomoedas

O presidente da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) disse em um Webinar da Câmara de Comércio Digital que todas as negociações de Ações poderiam evoluir para as plataformas de tecnologia blockchain.

Jay Clayton disse que há 20 anos as Ações sequer eram eletrônicas, e enalteceu e incentivou as inovações tecnológicas, mas com certos limites.

O que Clayton insinuou é que a tecnologia pode mudar, mas que os princípios subjacentes à regulamentação de certas atividades deveriam permanecer os mesmos.

Em evento cujo o tema era “Os Dois lados da moeda americana: inovação e regulação de ativos digitais”, Clayton disse que eles começaram errado essa inovação, pois deixaram de lado alguns princípios de responsabilidade e transparência.

Por isso, agora se tornaria importante relevar a promessa da tecnologia blockchain, e da tecnologia de razão distribuída (DLT), que estão sendo vistas nos termos da eficiência que elas trazem.

Brian Brooks, ex diretor jurídico da Coinbase, que também participou do evento falou sobre as criptomoedas.

Disse que “o conceito original do Bitcoin e de todas essas outras inovações não deveria ser o de criar algum ativo de investimento inventado”.

Brooks ressaltou que o modelo centralizado criou pontos únicos de falha, enaltecendo as supostas problemáticas de Bancos que faliam, como na crise de 2008.

Neste sentido, associou um suposto problema de hack ao meio econômico eletrônico futuro, que caso isso acontecesse destruindo o data center de um Banco traria enormes problemas.

Por isso seria interessante a utilização de Blockchains robustas, afirmou Brooks.

Assim disse ele: “As redes blockchain não se comportam dessa forma. E o que os tokens tratam basicamente é que eles são os ativos que alimentam as redes. São as coisas que incentivam as pessoas a se conectar às redes, de forma que a funcionalidade dela, como a internet, se torna muito estável e resiliente com o tempo”.

Brooks ressaltou que o que poderemos ter à diante é “um novo sistema de pagamento radical que pode ser melhor do que os sistemas de pagamento existentes, que são construídos em tecnologias antiquadas”.

Já Clayton também acrescentou que os Fundos em ETFs poderiam ser tokenizados.

Estamos prontos para isso

Nossas portas estão abertas para esses produtos

Se você quiser mostrar como tokenizar ETFs para torná-los mais eficientes, queremos conhecê-lo e ajudar nisso

Jay Claiton

A visão de ambos é de um futuro para as blockchains a médio prazo, onde essas redes se tornarão basicamente a internet das finanças, sendo assim um “desafio alucinante para o modelo bancário”.

Ambos também comentaram sobre suas colaborações em conceder orientações torno da propagação de orientações para os Bancos custodiarem depósitos para stablecoins.

Tanto a SEC quanto a OCC americana (Gabinete de Controle da Moeda) já atuaram contra várias empresas que lançaram Oferta de Moeda Inicial (ICO), assim como já rejeitaram diversos pedidos de lançamentos de ETFs em Bitcoin.

As afirmações de ambos neste evento mostram uma certa mudança de postura da Legislação americana em tratar do assunto blockchain e criptomoedas.

.

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em 5 minutos! Acesse: http://www.bitcointrade.com.br/




Source link

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar