Crypto

Kucoin hackeada – Hard Fork em protocolo Ocean e confusão DeFi

Na manhã deste domingo, 27.09, a exchange recentemente hackeada Kucoin junto com a Ocean Foundation comunicaram que pausariam as negociações e todos os contratos inteligentes da blockchain Ocean.

Na última sexta-feira um ataque hacker levou mais de US$150 milhões de dólares em diversos tipos de tokens da exchange Kucoin.

No ataque hacker um total aproximado de 21 milhões de tokens OCEAN foram furtados, o que representou aproximados US$8,6 milhões de dólares do produto do furto.

Na ocasião, a Ocean Foundation informou que estava “trabalhando para encontrar uma solução para o problema”, e que estavam em direto contato com a exchange Kucoin.

Como primeira ação para proteger os detentores de tokens OCEAN, pausamos os contratos Ocean

Atualizaremos a comunidade com mais informações nas próximas horas

Obrigado pelo seu apoio

Equipe Ocean

Como estes tokens são específicos do protocolo Ocean, supostamente o ambiente apropriado para o hacker trocar estes tokens seria dentro do próprio protocolo Ocean, dentro da própria exchange hackeada.

Com isto emergiu à tona o paradigma da centralização, descentralização, Legislação, e crimes cibernéticos.

Exchanges como a Kucoin são centralizadas. Entretanto não estão sobre rígido controle da Justiça, pois a Legislação é pouca clara e definida para as criptomoedas e exchanges.

As Leis não definem o que se fazer neste caso, e qualquer Ação judicial movida por qualquer usuário levaria tempo, a ponto dos tokens serem lavados dentro da exchange.

Se a exchange não fizesse nada poderia estar cometendo o delito de associação ao crime de lavagem de dinheiro, e ao mesmo tempo estaria permitindo que o próprio hacker usasse os tokens furtados dentro da exchange que ele mesmo furtou.

Mas vai da exchange interpretar e agir conforme suas próprias Legislações, conceitos, e visões, entre outros, em boa parte dos casos.

Por outro lado, as criptomoedas são um meio descentralizado de trocas, e os protocolos e exchanges descentralizadas vieram para tornar isto mais palpável, uma vez que a ideologia P2P perdeu espaço para a especulação de criptoativos em exchanges centralizadas.

A fundação Ocean apertar o botão do “pause” nesta altura do campeonato traz outro mal estar ao sistema DeFi.

A decisão não foi tomada em consenso da comunidade, e a preocupação em o hacker despejar milhões de tokens OCEAN como garantia em contratos inteligentes e lavar o dinheiro do roubo em USD e ETH fez com que essa medida extrema fosse tomada.

O motivo da pausa é porque o protocolo da Ocean será redefinido. Isso mesmo, um Hard Fork será realizado às 16h GMT deste domingo a partir do bloco 10943665 revertendo os efeitos negativos do hack.

O novo contrato inteligente alocará saldos simbólicos roubados para um endereço que será mantido em custódia em Cingapura para as pessoas afetadas pelo roubo.

Como a Ocean Foundation não tem poder para obrigar as exchanges, usuários e carteiras a reconhecerem o novo endereço de contrato, esta medida poderia levar dias para ser tomada; e o Fork então será conduzido imediatamente.

A exchange KuCoin havia garantido à comunidade em sua última atualização que seu fundo de seguro cobriria quaisquer perdas potenciais aos usuários, mas isto aparentemente não vai incluir os Tokens OCEAN, pois o problema será resolvido de outra forma.

Segundo a Ocean Foundation, o protocolo do OCEAN tem definida uma função de pausa para emergências imprevistas como esta. Sobre o Hard Fork não há citações.

A Ocean Fundation solicitou à comunidade para se juntar e apoiar o hard fork, mas não foi bem isto o que aconteceu.

A maioria dos tuítes recebidos pela exchange e pela Ocean foram contrários à pausa dos processos, assim como em relação ao Fork, uma vez que entendem que esta intervenção seja uma medida centralizada.

Como um protocolo DeFi pode conter um circuit brake previsto em seu processo de gestão?

Como transações em uma blockchain podem ser revertidas, independentemente do problema?

Após o Fork, quais medidas de segurança imediatas serão tomadas para que novos ataques não aconteçam?

Colocando o preconceito contra a centralização de lado, as atitudes da Ocean Foundation até são compreensíveis, entretanto, como fica a confiança nos protocolos DeFi?

Como ficarão a segurança dos dados armazenados e os contratos pactuados dentro da rede?

Seria este um protocolo realmente descentralizados ao ponto de uma obedecer a uma ordem Legal centralizada qualquer?

Assim surgem diversas dúvidas, e com isso a Ocean Foundation conseguiu criar o primeiro protocolo de finanças descentralizadas centralizado!

Esta é só mais uma pequena confusão a qual o novo mundo das DeFi se submete.

As melhores notícias sobre o Bitcoin e Altcoins. Acesse aí!

.

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em 5 minutos! Acesse: http://www.bitcointrade.com.br/




Source link

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar