Crypto

Coinbase tenta vender software para agências federais dos EUA e é recebida com críticas pela comunidade

Nesta sexta-feira, o The Block noticiou que a Coinbase, uma das principais exchanges dos EUA, estava tentando licenciar seu software de análise de blockchain para agências federais do país. Entre as principais agências, estão a Drug Enforcement Agency (DEA) e a Internal Revenue Service (IRS). 

De fato, como explicou um porta-voz da exchange, a “ferramenta apenas oferece a eles acesso simplificado a dados publicamente disponíveis e em nenhum momento eles terão acesso aos dados internos ou de clientes da Coinbase”.

Apesar da declaração do porta-voz, a recente notícia foi seguida por críticas e desconfiança à Coinbase. Jameson Lopp, co-fundador da Casa, empresa que desenvolve soluções de segurança para Bitcoin, foi um dos mais incisivos. “Isso não é surpresa, nossa desconfiança em vocês só cresce, nós faremos seu software de análise ficar obsoleto”, tweetou Lopp. 

Segundo um tweet do Whale Alert, 6.000 BTC foram transferidos logo após a matéria do The Block, e isso também não passou despercebido pela comunidade. Josh Rager comentou que “milhões de dólares parecem estar saindo da Coinbase. Investidores e traders não estão mais limitados a Coinbase […]. Se você aborrecer seus clientes, participar de negócios obscuros ou não melhorar seu produto, seus clientes podem apenas ir a outro lugar para negociar/investir”

Assim, outros fatos sobre a exchange voltaram à tona. Como o fato da Coinbase ter encerrado uma conta do WikiLeaks, em abril de 2018. O The Crypto Lark comentou que a empresa está indo ladeira abaixo “desde que se posicionaram contra o WikiLeaks”.

.

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em 5 minutos! Acesse: http://www.bitcointrade.com.br/




Source link

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar