Economia

Bolsa em alta, dólar em queda e a euforia nos mercados



SEJA ASSINANTE E RECEBA MEU MELHOR CONTEÚDO
? Faça parte: https://cutt.ly/assinatura-ulrich

PRECISA DE AJUDA PARA INVESTIR?
? Fale com a Liberta Investimentos: https://cutt.ly/ulrich_whatsapp_liberta

RECEBA TUDO EM PRIMEIRA MÃO
? Canal do Telegram: https://cutt.ly/ulrich_telegram

CONTEÚDO DISPONÍVEL TAMBÉM EM PODCAST
? Ouça também no Spotify: https://cutt.ly/ulrich_spotify

source

Mostrar mais

40 Comentários

  1. Quem entrar nesse moedor de carne acima dos 90 mil e muito corajoso ou não tem noção nenhuma do que está por vir. E contínuo com minha carteira anti-crise, dólar, ouro e put. Veremos nos próximos dias a continuidade desta insanidade ou uma queda tão rápida quanto a subida.

  2. É muito difícil para o pequeno investidor, com perfil mais moderado, que quer acumular ações de boas empresas, pois em muito pouco tempo ações de empresas sólidas, com certa margem de segurança, subiram muito. Melhor seria esse mercado andar de lado por mais tempo.

  3. Basicamente, uma recuperação repentina na economia dos Estados Unidos está tendo efeitos nas bolsas ao redor do mundo e no câmbio brasileiro.
    Se ao menos o governo brasileiro não estivesse paralisado em relação às reformas, o Brasil poderia aproveitar melhor o início no novo ciclo econômico.

  4. Desculpe, mas só confirma o que venho falando, tem muito especulador que está ganhando com esse pânico causado na bolsa, me explica qual é o motivo real, "motivos reais", por essa alta do dólar, nos últimos anos saindo de 2.25 para 6.00 reais, não me venha com especulação que eu ja sei, quero motivo real?.
    Se tiver me avisem, pois nos nunca tivemos uma taxa de desemprego no Brasil de 50%, nunca deixamos de pagar nossas dividas internas nem externas, temos 4 trilhões em reservas, qual o motivo desse aumento sem logica??????.

  5. Se eu fosse um dependente da renda de ações, e já estivesse a anos vivendo disso dessa facilidade, eu imploraria para o mercado voltar. Na verdade eu poderia até pagar a mídia, incentivar o Fed, fingir que nada está acontecendo. Voltar para a realidade seria o fim do meu mundo de fantasias

  6. Precipitação. Na minha opinião, essa é a palavra que melhor define as grandes e seguidas atas da maior parte das ações da Bovespa que ocorreram ao longo dessa semana. As ações das aéreas brasileiras, por exemplo, subiram demais; subiram em meio à recordes de casos e de mortes de Covid no Brasil – e, cabe ressaltar, que voos internacionais (de e para EUA e Europa, principalmente), provavelmente, ficarão restritos, ou, ao menos, diminuirão drasticamente, por meses -; e também em meio à expectativa de corte de 0,5% na taxa Selic. Impressionante.

    A subida de 25% da IRB, ontem, foi de cair o queixo, também. Quem, em sã consciência, compra ações de uma resseguradora em plena crise econômica – a maior desde a crise de 1929?
    Enfim. Não peguei o "bonde" de subida essa semana, pois penso que vem correção forte por aí, logo menos.

  7. Essas estatísticas de desemprego seguem a cartilha fajuta da OIT (braço da ONU). Se utilizar a métrica U6, o número é bem pior. O mesmo ocorre aqui com os números do IBGE que Bolsonaro já criticou.
    Estatísticas controladas pelo estado só poderia dar nisso mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar