Economia

Guedes diz que BC pode emitir muita moeda sem inflação?



TENHA ACESSO AO MEU MELHOR CONTEÚDO
? Faça parte: https://cutt.ly/assinatura-ulrich

PRECISA DE AJUDA PARA INVESTIR?
? Fale com a Liberta Investimentos: https://cutt.ly/ulrich_whatsapp_liberta

RECEBA TUDO EM PRIMEIRA MÃO
? Canal do Telegram: https://cutt.ly/ulrich_telegram

CONTEÚDO DISPONÍVEL TAMBÉM EM PODCAST
? Ouça também no Spotify: https://cutt.ly/ulrich_spotify

source

Mostrar mais

23 Comentários

  1. Não seria um "boi de piranha" para reafirmar a independência do BACEN? Esta fala do Guedes, vindo do Guedes, é tão absurda que não parece real (e talvez não seja mesmo, já que a estratégia do "boi de piranha" é recorrente no Governo Bolsonaro).

  2. Discordo, pois acredito que a taxa Selic subirá bastante, passando os 14,25% de 2016, podendo alcançar até os 16,5% ou 20%. Creio que isso abre essa possibilidade de imprimir mais dinheiro por agora. A taxa de desemprego está subindo cada vez mais, sabe-se lá que nível vai alcançar. Além disso, estamos no primeiro pico do vírus.

  3. Não sei quem inventou essa história que não tem demanda, ou que os preços estão contraindo, portanto não teria inflação. Já começo a ver os preços subindo no mercado.
    E outra, se defendem imprimir dinheiro para "resgatar" a população, pois as pessoas precisam comer, isso já derruba a premissa de que não há demanda, pois se as pessoas precisam de dinheiro pra comprar comida, comprar comida é a demanda. E com a inflação dos preços dos alimentos, quem mais sofre são aqueles que continuam trabalhando, ganhando o mesmo ou até menos, e não tem acesso a essa renda universal.

  4. Todos os paises EUROPEUSe USA estão fazendo a mesma coisa praticamente todos estão fazendo querem o BRASIL uma ilha vivemos uma catástrofe financeira global nada visto antes vem investidor achando que suas opiniões são a solução, bolsa de valores é a maior desgraça que existe no planeta o mundo sera muito melhor o dia que acabarem com esta especulação.

  5. Alguém mais sentiu um certo anseio do Ulrich quando ele foi estabelecendo seu pensamento, dizendo que fazer isso (expandir a base monetária) durante uma pandemia tudo bem, mas que se tornasse permanente seria perigoso, POIS poderiam até pensar em criar uma Renda Básica Universal (que fosse permanente). Que medo é esse Ulrich??? E se fosse melhor pra todos, não só pros mais ricos, como é agora?!? Então não precisamos imprimir dinheiro só para socorrer os bancos, podemos fazê-lo para aumentar o bem estar das pessoas. Mas olha, que interessante!!!

  6. Pra entender porque o governo primeiro gasta pra depois tributar:
    A moeda é fiduciária, é estatal. Imaginem uma economia transitando de uma moeda antiga (ex. cruzado novo) para uma nova moeda (URV) ou simplesmente começando do zero para ser mais fácil, sem moeda: como o governo irá arrecadar antes se não existe moeda em circulação para pagar impostos? Por isso que o governo é que gasta antes criando moeda, e a retira de circulação cobrando impostos.

  7. Que libertador descobrir que um governo que emite a própria moeda não tem limites para seu endividamento!
    Ah, mas isso não quer dizer que não se deva seguir certas regras, aqui trago as indicadas por nada menos que o André Lara Resende:
    (1)A qualidade do gasto é o que deve importar;
    (2)A taxa de juros deve ser mantida abaixo da taxa de crescimento (o que manterá a relação Dívida/PIB estável); por isso deve-se entender que: (1)política monetária e fiscal são totalmente interdependentes; (2)falar em independência do BC é por isso ledo engano;
    (3)Não pode-se perder a confiança dos investidores e das instituições (por exemplo, se o mercado acreditar que o BC do Brasil não pode passar de 100% de endividamento, não deverá fazê-lo);
    Dado essas premissas, o endividamento do governo pode ocorrer indiscriminadamente SE OS DÉFICITS PRIMÁRIOS não forem uma constante e assim manterá a sustentabilidade da dívida no tempo.

  8. Excelente vídeo.

    Poderia fazer outro falando sobre essa nova politica cambial que Guedes defende e aparentemente já entrou em vigor, de desvalorização da moeda através de cortes sucessivos na selic?

    Pelo que entendi ele defende claramente a desvalorização do real como forma de iniciar um processo de substituição das importações, atraindo industrias de outros países.

    Leio com frequência os artigos do Instituto Mises e sei que a Escola Austríaca é contra esse modelo.

    Dentro desse contexto, gostaria muito que analisasse porque esse modelo deu certo na China?

    Caso não adotemos esse modelo chinês, qual seria a alternativa factivel para tornar o Brasil um país realmente induatrializado?

    Como competir com paises que desvalorizam artificialmente suas moedas, sem desvalorizar tb?

    Não seria esse o momento ideal para adotar esse modelo por um período suficiente para atrair grandes industrias internacionais, principalmente considerando que a pandemia demonstrou que o mundo é altamente dependente dos produtos chineses e que aquele país foi colocado sob suspeita na pandemia? Algo que poderia aumentar a demanda de industrias querendo sair de lá e de países querendo diversificar seus fornecedores.

  9. Se tivermos inflação perto de zero, não haveria problema na emissão dr moedas, o problema é a quantidade, e por quanto tempo, o mercado sozinho não tem como alavancar a economia no mundo todo os governos estão a ajudar, neste ponto Kayne está certo, e sua teoria é a mais aplicável para o momento, se nada for feito a crise de 29 é fichinha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar